6 dicas para procurar vagas de emprego com eficiência

pessoa à procurar vagas de emprego

Procurar vagas de emprego é sempre um desafio, principalmente para quem tem urgência. Justamente por isso, muitas vezes atira-se para todos os lados, o que acaba dificultando o sucesso dessa ação.

A razão é que, ao procurar vagas de emprego, a pessoa precisa pensar mais na recepção das suas propostas do que na sua necessidade. É necessário preparar bem os documentos, trabalhar a linguagem e as próprias qualidades.

Existem, ainda, particularidades envolvidas nos diferentes momentos da vida nos quais se busca por um trabalho. Por exemplo, uma pessoa que está começando enfrentará desafios diferentes daquele que busca por recolocação.

Pensando na importância desse assunto, vamos falar mais sobre ele e oferecer algumas dicas a seguir. Confira!

Os diferentes momentos da busca por trabalho e seus desafios

Entender as particularidades do seu momento na busca por um emprego é fundamental, a fim de elencar as ações que mais te ajudarão nesse processo. Inclusive, porque as vagas adequadas variam de acordo com isso.

Procurando emprego no início da carreira

Uma pessoa que está começando tem o desafio de ressaltar as suas qualidades e experiências, que geralmente são poucas, afinal, ela está começando.

Algumas atitudes podem colocar tudo a perder, por exemplo, mentir sobre habilidades ou tempo de experiência no currículo. Igualmente, de nada adianta se candidatar a vagas que pedem mais do que você tem a oferecer.

Portanto, é preciso valorizar o que você fez, de modo a demonstrar que aquela experiência, ainda que seja inicial, é valiosa. Fora isso, esses são os profissionais que mais precisam investir na busca por experiência e qualificações.

Uma das saídas é realizar trabalhos voluntários, para ampliar os anos de experiência, além de criar uma impressão melhor da pessoa no currículo.

Procurando recolocação profissional

Procurar vagas de emprego para recolocação profissional pode ser bastante complexo. Embora, geralmente, a pessoa acumule bastante experiência, por alguma razão, pode ter ficado um período estagnada, o que prejudica o seu currículo. Diante disso, é preciso que essa pessoa busque valorizar e esclarecer o período inativo, no qual, afinal, ela provavelmente fez alguma coisa.

Por exemplo, quando se para de trabalhar devido à maternidade, para cuidar de algum familiar, dentre situações do gênero, pode-se indicar a situação objetivamente. Há casos de pessoas que usaram a criatividade, ressaltando as habilidades desenvolvidas nessas situações e que foram felizes no ato.

Fora isso, o profissional precisa ampliar sua qualificação, demonstrando que, embora não estivesse em um emprego, permaneceu investindo em sua carreira.

Procurar vagas de emprego trabalhando

Outra situação é quando a pessoa está em um emprego, mas deseja evoluir na carreira e, portanto, busca por outras oportunidades. A vantagem desse profissional em relação aos primeiros é uma maior tranquilidade para buscar vagas.

Em contrapartida, deve ser bastante cuidadoso em apontar, indiretamente, já no currículo, a razão da busca. Além disso, deverá se preparar para responder sobre essa questão em uma possível entrevista.

A motivação deve ser sempre positiva, isto é, envolver uma mudança relacionada ao objetivo profissional, por exemplo, um cargo mais interessante ou que contribua para ampliar suas habilidades e experiências. Falar mal da empresa, do salário e questões semelhantes colocam tudo a perder.

Principais dicas para procurar vagas de emprego com eficiência

Esclarecidas as particularidades de cada momento da vida de quem busca emprego, vamos a algumas dicas válidas para todas as pessoas:

1. Organize-se e acompanhe o processo

Um dos maiores equívocos cometidos ao procurar vagas de emprego é sair enviando currículos para vagas aleatórias, sem qualquer organização ou acompanhamento. A busca por emprego, para ser eficiente, precisa ser encarada como um trabalho. 

Portanto, é preciso planejá-la: definindo metas, selecionando os principais postos e empresas de interesse, sites e recursos confiáveis e reservar um momento para cada ação.

Fora isso, é importante listar o que foi feito, para que você não fique perdido quando receber uma resposta. Algo assim já passaria uma impressão ruim para a empresa, antes mesmo de uma entrevista.

2. Considere vagas temporárias e voluntárias

Como mencionamos, o trabalho voluntário pode ser uma alternativa interessante para ampliar a experiência. Igualmente, vagas temporárias contribuem para isso.

Essas duas situações são, também, ativos para acessar outras oportunidades de contrato fixo e remunerado.

3. Atenção ao currículo

Ao procurar vagas de emprego, o currículo será seu melhor cartão de visitas. É a partir dele que os recrutadores saberão sobre suas experiências e qualidades.

Contudo, para isso, o documento precisa estar impecável. É fundamental oferecer as informações necessárias, com informações suficientes, mas de maneira clara e objetiva.

Os recrutadores não têm tempo para ler currículos enormes. Portanto, seja estratégico. Fora isso, lembre-se de modificar o currículo sempre que necessário para adequá-lo melhor a vagas que envolvem objetivos distintos.

4. Faça networking on-line e off-line

Ativar e ampliar o networking profissional faz toda a diferença na busca por emprego. Estar conectado e se comunicando com outras pessoas fará com que acesse mais oportunidades e possa, até mesmo, ganhar indicações.

Dentre as estratégias para isso, as redes sociais são uma ótima alternativa. É importante atentar-se a fazer um perfil interessante, ético e profissional, para atrair recrutadores e outros contatos úteis. O LinkedIn, para essa finalidade, é a rede mais indicada.

Fora isso, realizar cursos, capacitações, participar de palestras e workshops, dentre outras atividades profissionais, é uma maneira interessante de investir no networking off-line.

Um cuidado a ser tomado nessa ação é não tratar as pessoas de maneira utilitária. Relação, seja qual for a sua natureza, sempre exige envolvimento, empatia e dedicação. Portanto, valorize cada contato para construir relações valiosas.

5. Seja legal com você mesmo

Procurar vagas de emprego pode ser algo estressante e, por vezes, frustrante. O que é preciso ter em mente é que nem tudo depende de você. A situação do mercado, o recrutador, o nível de concorrência, dentre outras questões, podem influenciar no resultado.

É importante não se deixar abater diante da dificuldade, inclusive porque isso pode prejudicar sua busca. Conforme você investir em melhorar e prosseguir, certamente alcançará um resultado.

6. Invista na sua qualificação

Uma qualificação melhor pode ser o que faltava para você conseguir o emprego almejado. Ainda que o momento seja difícil, vale a pena apostar nessa ação.

Quem tem condições pode investir, por exemplo, em cursos de pós-graduação, que somarão às suas competências habilidades mais específicas e aprofundadas.

Em contrapartida, quem estiver com dificuldades, pode procurar alternativas gratuitas de cursos complementares, capacitações e afins, que tanto universidades quanto outras instituições oferecem.

O importante é nunca ficar parado e demonstrar que realmente está buscando melhorar e oferecer qualidades valiosas para o mercado!

Essas são algumas dicas que vão te ajudar a procurar vagas de emprego com maior eficiência, isto é: com grandes chances de obter bons resultados e sem perder tempo! 

Gostaríamos de saber a sua opinião: qual dessas sugestões você achou mais relevante? Conte pra gente nos comentários!

Inscreva-se em nosso blog

Informe o seu primeiro nome e o seu melhor e-mail para cadastrar-se em nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X