Como receber bem um feedback profissional?

pessoa conversando sobre o feedback profissional

O feedback profissional é importante tanto para as organizações quanto para seus colaboradores. Sua finalidade é orientar o desenvolvimento do profissional, auxiliando-o a perceber seus pontos positivos e a desenvolver.

Alguns profissionais, todavia, não entendem essa importância. Particularmente quando o feedback profissional não é positivo, há dificuldade em ouvir e lidar com isso.

Consequentemente, deixa-se de aproveitar o potencial que essa ferramenta oferece para que o profissional melhore sua atuação. Portanto, administrar o feedback recebido é de interesse do próprio profissional.

Entenda melhor sobre essa situação e como aproveitá-la melhor. Prossiga!

Reações improdutivas ao feedback profissional

É comum que ao receber uma crítica ou na iminência disso, tenhamos uma postura de defesa. Isso é natural, mas não é interessante nos contextos profissionais e pode ser interpretado como sinal de imaturidade.

Essa postura inadequada se reflete de diferentes maneiras. A mais corriqueira é negar todo o conteúdo do feedback profissional, quando ele não corresponde à visão que a pessoa faz dela mesma.

No extremo, há até mesmo quem insista em se justificar, transferir responsabilidades e empreender uma discussão infrutífera. Com essa atitude, deixa-se de escutar efetivamente o feedback e, consequentemente, usufruir de seus benefícios.

Em contrapartida, uma reação que parece positiva, mas não é, trata-se de quando a pessoa aumenta e distorce as críticas para pior. Quando esse movimento é feito, ela se desmotiva, considerando-se incompetente e inferior.

Essas e outras posturas, nas quais em vez de se engajar com o feedback recebido, o profissional o vê como uma punição, minam a potência desse momento. Embora seja realmente difícil receber bem um feedback profissional, principalmente quando ele aponta nossas falhas, é importante desenvolver essa capacidade.

A seguir vamos oferecer algumas dicas para isso!

Como receber melhor o feedback profissional?

Em primeiro lugar, se a sua organização oferece um feedback profissional, saiba que você é privilegiado. Essa ferramenta é basicamente formativa, auxiliando os profissionais a desenvolver seus potenciais e tornarem-se excelentes no que fazem. Com isso em mente, vamos às dicas!

Perceba a real intenção do feedback

Você já parou para pensar que, em vez de oferecer um feedback profissional, seu gestor poderia te deixar fazendo um trabalho medíocre ou insatisfatório? Ou, pior, poderia sugerir sua demissão?

Pois é! Perceba que a intenção do feedback é te tornar um profissional melhor e não uma punição. Se a organização investe na melhora de um colaborador, é porque ela o valoriza.

Seja receptivo e demonstre interesse

Uma vez que você saiba que o feedback profissional é uma maneira de te ajudar a melhorar, seja receptivo! Não é fácil ouvir críticas, mas a intenção delas, nesse caso, é te orientar sobre o que você precisa desenvolver.

Portanto, não reaja agressivamente nem passivamente. Não basta apenas sentar e ouvir o feedback. É preciso escutar com interesse e se engajar com o que está sendo apontado.

Escute com atenção e faça anotações

Na linha da dica anterior, algo fundamental nesse momento é anotar os apontamentos mais relevantes. Dessa maneira, você poderá analisar com calma, posteriormente, o teor da avaliação e planejar ações para melhorar.

Não fique com dúvidas!

Uma das maneiras de evitar percepções equivocadas sobre o feedback profissional recebido é se esforçar em entendê-lo com clareza. Afinal, esse é um momento de aprendizado.

Sendo assim, com cuidado e objetividade, faça perguntas sempre que houver dúvidas. Se necessário, também peça exemplos e detalhes que possam te ajudar a entender melhor os problemas apontados.

Cuidado com a impulsividade

Nem sempre somos alertados sobre a recepção de um feedback profissional e, principalmente se não for um bom dia, podemos reagir impulsivamente ao que escutamos.

É preciso tomar cuidado para não cometer esse equívoco. Se você não se sentir confortável no momento, apenas escute, anote e peça para, posteriormente, conversar melhor sobre a avaliação recebida.

Não exagere nas desculpas

Embora nem sempre o feedback profissional seja negativo, existem situações em que ele revela erros que podem nos constranger. Contudo, tenha em mente que ninguém é perfeito.

Se algo cometido é passível de desculpas, faça isso com humildade, mas também pontualmente. Uma reação exagerada pode sinalizar imaturidade emocional, baixa autoestima ou, até mesmo, falsidade.

Agradeça!

Receber um feedback profissional não é fácil, mas que tal ter empatia? Você já imaginou o quanto é difícil, também, oferecer um feedback? Quem te dá o feedback também é um profissional, que está fazendo o seu trabalho e se preparou, espera-se, com cuidado para realizá-lo. Agradeça e reconheça o valor desse ato.

Mas, e se o feedback for destrutivo?

Sim, também ocorre que às vezes um feedback não é bem intencionado ou não foi devidamente preparado como um momento construtivo. Ainda assim, a relação de hierarquia continua.

Portanto, se você percebe que um feedback foi um ato inadequado, impulsivo ou maldoso, ignore. Em casos extremos, pode-se procurar o RH, a gerência ou outro setor pertinente para relatar a situação, sempre com profissionalismo. No mais, siga em frente e procure fazer o seu melhor.

Crie um plano de ação para melhorar

Escutou com atenção, esclareceu as dúvidas e anotou os pontos principais do feedback? Não pare por aí. O sentido do feedback profissional é te ajudar a melhorar, então, você precisa fazer a sua parte.

A partir do que foi recebido, identifique os pontos que precisa desenvolver e faça um planejamento para isso. Procure organizar as questões e trabalhar em uma coisa de cada vez.

É importante, também, após começar a colocar o plano em prática, acompanhar e avaliar sua própria evolução, procurando entender se está funcionando ou precisa de outras medidas.

A partir do momento que você passar a encarar o feedback profissional como o que ele é: um momento de aprendizado e favorável à progressão da carreira, você deixará de senti-lo como algo negativo.

Mais importante é se engajar com os retornos recebidos e sempre buscar melhorar. Uma das atitudes que auxiliam nesse sentido é o investimento na qualificação, por exemplo, a partir de um curso de pós-graduação.

Entenda como a pós-graduação pode influenciar no seu sucesso profissional lendo também o nosso artigo: A relação entre pós-graduação e crescimento profissional.

Inscreva-se em nosso blog

Informe o seu primeiro nome e o seu melhor e-mail para cadastrar-se em nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X