O que fazer depois da faculdade para ter sucesso profissional?

pessoa decidindo o que fazer depois da faculdade

Concluir um curso de graduação já não é o suficiente para que um profissional se diferencie no mercado de trabalho. Ampliar a qualificação depois da faculdade se tornou um requisito para alcançar cargos mais valorizados.

Contudo, isso não quer dizer que qualquer formação trará resultados satisfatórios. Principalmente aqueles que já ingressaram no mercado e desejam progredir na carreira, precisam planejar suas ações para valorizar o próprio tempo.

É preciso pensar em qual momento você se encontra, por exemplo: se ingressou recentemente no mercado de trabalho, se acabou de se formar e ainda não trabalhou, se já está no mercado há algum tempo. A partir disso, as saídas mais interessantes podem ser muito diferentes.

A seguir vamos oferecer algumas dicas para que você se localize e invista na melhor opção para continuar a se qualificar depois da faculdade e, por conseguinte, almejar o sucesso profissional.

Como meu momento influencia no que fazer depois da faculdade?

Já comentamos que o momento no qual a pessoa se encontra é muito relevante para escolher o melhor caminho rumo à maior qualificação profissional. A razão disso é que a disposição, o tempo disponível, os recursos financeiros, dentre outras questões podem facilitar ou inviabilizar determinadas alternativas.

Por exemplo, uma pessoa que já está trabalhando e tem uma família pode encontrar maiores dificuldades em largar tudo para fazer um intercâmbio, embora essa seja uma das alternativas para valorizar a qualificação depois da faculdade, tanto quanto durante.

Por outro lado, algumas pessoas que acabaram de se formar ainda não têm muita certeza sobre o próprio rumo profissional, então, não seria interessante investir em especializações voltadas para a prática.

É interessante colocar no papel todos os detalhes do seu momento que podem influenciar na decisão sobre o que fazer depois da faculdade. Mas não é só isso que é importante.

Como acertar na escolha sobre o que fazer depois da faculdade

Fazer uma opção que de fato contribua para aumentar sua valorização profissional exige uma análise do que você deseja para a sua carreira e, também, no que combina com as suas aspirações e satisfação cotidiana.

Considerando que a graduação é uma formação geral, a trajetória de profissionais da mesma área, que escolhem linhas de qualificação distintas depois da faculdade, pode ser muito diferente.

A medicina é um exemplo fácil de visualizar. Um médico pode se especializar em gestão hospitalar, e então seguir uma carreira que combina administração e saúde. Sua vida profissional será completamente distinta da de um que opta por lidar com estética corporal. Diante disso, há três passos importantes para descobrir o melhor rumo.

Definir os objetivos e metas profissionais

As primeiras perguntas a serem respondidas para decidir o que fazer depois da graduação são: onde você deseja chegar? O que se vê fazendo como profissional estabelecido? E, não menos importante: quanto deseja ganhar? Quanto tempo pretende se dedicar ao trabalho?

Esse é um momento de recorrer ao autoconhecimento e, logo em seguida, à pesquisa sobre as opções que melhor te atende.

Descubra o caminho para alcançar seus objetivos

A partir das respostas acima, o próximo passo é pesquisar o que o mercado exige para que o seu objetivo profissional seja alcançado; média de experiência profissional e em quais áreas, formações complementares, nível de especialização, língua estrangeira, competências técnicas e comportamentais.

Atente-se a cada detalhe para se preparar. Algumas ambições podem exigir mais tempo de preparação e dedicação.

Considere também suas preferências

Nem tudo que imaginamos que gostaríamos causa a mesma impressão quando acontece. Portanto, seus objetivos iniciais precisam passar pelo crivo da afinidade.

Por exemplo, de nada adianta uma pessoa imaginar-se juíza, por algum gosto pelas leis e por uma ideia de justiça, se não estiver disposta e encarar, cotidianamente, um ambiente de trabalho extremamente formal e burocrático.

Por essa razão seus gostos e afinidades também devem ser levados em conta na hora de decidir o que fazer depois da faculdade. Invista em algo cuja rotina te faça bem, afinal, a vida profissional consome boa parte do seu tempo de vida.

Então, o que fazer após a graduação?

Uma vez que você tenha clareza sobre seus objetivos profissionais, da sua realidade, preferências e das exigências do mercado, é hora de buscar alternativas condizentes. A seguir vamos listar as mais populares, mas, lembre-se de que dentro dessas alternativas, ainda há especificidades que só você poderá definir!

Fazer outra graduação

Essa é uma opção interessante para quem acabou de se formar, mas não está satisfeito com as suas possibilidades profissionais. Eventualmente, pessoas que já estão no mercado, mas gostariam de transformar ou ampliar suas alternativas, também podem se beneficiar de uma segunda graduação.

Contudo, para além do desejo, é preciso ter em mente que uma graduação, como você já sabe, demanda disponibilidade de tempo e dedicação, tanto cotidianamente, quanto em longo prazo, já que os cursos têm duração média de quatro anos.

Programas de Trainee

Jovens profissionais podem encontrar uma experiência valiosa a partir dos programas de trainee, que configura uma experiência profissional e formativa. Os salários, benefícios e plano de carreira desses programas são bastante atraentes.

Em contrapartida, eles também são muito competitivos e é preciso se preparar em vários níveis para encontrar um lugar como trainee. Além disso, como já é um investimento na experiência profissional, é interessante ter uma noção bem definida da carreira que se deseja seguir.

Realizar um intercâmbio

Particularmente aqueles que não tiveram oportunidade de fazer um intercâmbio durante a faculdade, podem encontrar nessa alternativa uma experiência rica, tanto para a vida quanto para a carreira.

Mesmo que o intercâmbio não esteja articulado diretamente à área da pessoa, a experiência internacional sempre valoriza o currículo. Um caminho interessante é o intercâmbio para aprendizado de uma língua em sua cultura nativa.

Pós-graduação Stricto Sensu

Muitos pensam que o mestrado e o doutorado, por serem cursos bastante aprofundados, são interessantes para qualquer profissional. Contudo, essa valorização generalizada é ingênua.

A pós-graduação stricto sensu é indicada particularmente para aqueles que desejam seguir a carreira acadêmica depois da faculdade. Isto é, na maioria dos casos, atuar como professores universitários e pesquisadores.

Quem não tem esses objetivos pode se beneficiar mais de alternativas voltadas para o exercício profissional e não acadêmico. Atualmente, existem, por exemplo, mestrados profissionais, com uma orientação mais profissionalizante, mas não se confundem com o mestrado e o doutorado acadêmicos.

Pós-graduação Lato Sensu

A pós-graduação lato sensu é uma das alternativas mais interessantes sobre o que fazer depois da graduação. Ela funciona bem tanto para recém formados quanto para pessoas que já estão no mercado.

Sua duração é menor do que outras alternativas, embora suficiente para conferir um nível interessante de especialização. Encontra-se alternativas diversas presenciais e a distância, de cursos em áreas variadas.

Além de conferir uma especialidade profissional reconhecida no mercado, a pós-graduação também pode funcionar como uma maneira de se atualizar na carreira de tempos em tempos.

Essas são algumas das alternativas sobre o que você pode fazer depois da graduação. É válido relembrar que a melhor maneira de decidir o caminho é fazendo uma análise sobre a sua própria vida e o que deseja para o futuro.

Aproveite para aprofundar seu conhecimento antes de fazer uma escolha, lendo também o nosso artigo: Segunda graduação ou pós-graduação: como decidir?

Inscreva-se em nosso blog

Informe o seu primeiro nome e o seu melhor e-mail para cadastrar-se em nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X